Arquivo do mês: maio 2008

Barriga cheia…

Não, eu não estou grávida de volta…rss

Não me lembrava mais como bebê da trabalho…o Danilo é bonzinho, mas mesmo assim…é troca, é choro, é mama, é banho, é atenção…

Não tenho tido tempo pra fazer muita coisa não, ele esta ficando manhoso, só quer saber de colo ou se estiver no carrinho temos que ficar sacudindo, não ta fácil, to tentando tirar a mania, mas ainda não consegui…

Hoje fui ao banheiro fazer o numero 2 e deixei ele dormindo no carrinho estacionado na porta do banheiro…quando baixei as calças ele reinou, achei que só fosse acordar com o cheiro, mas não deu nem tempo, acordou antes mesmo e como meu intestino não esta nem ai pro choro dele, não deu pra deixar pra depois não tive que fazer minhas necessidades ao som na orquestra filarmônica do Danilo…é bem como diz o ditado

“Desde o dia em que pari nunca mais a privada enchi”

sim, o dito certo deveria ser esse, porque se não consigo encher nem a barriga quem dirá a privada…

Nesse exato momento ele esta aqui ao meu lado, ensaiando para seu primeiro concerto no teatro municipal(aqui em Curitiba nem tem teatro municipal) e é por isso que vou terminando meu texto por aqui…volto assim que ele deixar de ser manhoso…


Anúncios

Pai

Hoje meu irmão fez um post no blog que ele coordena e me bateu uma saudades imensa de uma pessoa muito importante pra mim…meu pai…

Quem ler o post dele vai entender um pouco do que estou falando…meu pai era uma pessoa maravilhosa, que mesmo depois de separado da minha mãe nunca nos abandonou, não deixava de ir na nossa casa nenhum dia se quer…brincava, jogava vídeo game, brigava, ajuda nas tarefas da escola, sempre presente…me lembro como se fosse hoje o ultimo dia em que o vi, ainda com vida…lindo, de olhos azuis, sorridente, sempre disposto a nos dar um abraço…tambem me lembro como se fosse o hoje da ultima vez que o vi, já sem vida, deitado como se estivesse dormindo…tao lindo quanto antes…

Cresci sem pai, quando mais precisei dele ele já não estava mais entre nos…mas a lembrança da figura paterna ficou pra sempre dentro de mim e hoje vejo a importância que o Marcos tem na vida dos meus filhos…muitas vezes nós perdoamos e somos perdoados dentro do casamento para poder poupar os filhos do sofrimento..aqui em casa não é diferente, brigamos e logo fazemos as pazes para nos deixar que as crianças nos vejam “de mal” um com o outro…eu não tive esse privilegio, vi muitas brigas dos meus pais e delas tirei a lição de que não se deve brigar na frente os filhos e muito menos trocar de vida sem antes pensar neles…

Foi graças a falta que meu pai me fez e ainda me faz, que hoje sou uma pessoa que pensa muito antes de tomar qualquer atitude, uma pessoa menos egoísta, mais humana e um pouco mais triste também…ele me faz muita falta…

Todos os dias imagino como seria minha vida com ele ao meu lado, como ele seria com os netos..Pai, se ai onde você esta tem internet saiba que eu te amo muito, nem o tempo nem a distancia fizeram meu amor diminuir, cada dia aumenta mais…Te amo muito!!!

Ah, antes que falem que o Danilo é filho do leiteiro…comparem os olhos…



Eu posso, só não sei quando

Sempre fui uma menina (kkk, já sou mãe de dois, não sou menina mais já faz tempo) magrinha, quando engravidei do Christian pesava 55kg…depois dos 9 meses e de muuuito comer ganhei “apenas” 18kg…menino nasceu e a gordura teimou em não nascer junto e aqui ficou…perdi somente 8kg no parto e logo depois engordei novamente, fiquei na casa dos 68…nem pra ser 69…rsss…

Eis que dias desses me vi grávida novamente…meu Deus, eu grávida em cima da gordura que teimava em me habitar…no auge dos meus 83kg Danilo nasceu…

Semana passada me pesei, com muito medo, mas me pesei..perdi 9kg…estou pesando 73kg…confesso que tenho pensado nisso diariamente, pois prometi pra mim mesma que depois que ganhasse o Danilo eu ia emagrecer e me tornar uma mãe de dois com corpinho de mãe de nenhum…

Não tenho comido muito não, mas também não sei o quanto posso deixar de comer, já que tenho um ser que ainda depende de mim pra não morrer de fome…cortei algumas coisas, até por conta da amamentação, coisas boas, mas que dizem que da cólica…tipo refrigerante, chocolate, feijoada…só coisas saudáveis…rss…

O refri não esta me fazendo falta não, o chocolate ate tenho vontade de comer, mas tenho me controlado bem, a feijoada, ah, essa sim, ta duro de agüentar…rss..brincadeira…alguns dizem que posso fazer regime depois que acabar a dieta(quarentena, sei lá como você chama esses 40 dias pós parto) outros dizem que só depois que deixar de amamentar…sei lá viu, só sei que preciso emagrecer, nem que pra isso eu tenha que chamar o padre Quevedo e sofrer um exorcismo…mas me aguardem,assim que descobrir como, chegarei aos tão sonhados 60kg…


Tem coisas que não tem preço…

Meu Deus, como estou gorda..alguem ai sabe me dizer quando posso começar um regime?

O Danilo esta hoje com 20 dias…

Editado: Tem coisa que não tem preço, e tem outras que tem preço demais…vai ter show do Barney aqui em Curitiba, tava acesa pra levar o Chris, mas o ingresso mais barato custa 90 reais…ou seja, gastaria 270 paus pra ver o dinossauro roxo dançando durante apenas 1h…claro que ele ficaria maluco em ver o Barney,mas me desculpem, não tenho coragem de gastar esse absurdo por tão pouco tempo e nem sei se aposição da cadeira é boa…dá quase pra levar o menino na disney com o preço desse ingresso…rss…fiquei pasma, de boca aberta…num país em que o salário mínimo custa pouco mais que 400 reais, um show infantil custar tudo isso…estou indignada, mais indignada ainda por ser pobre…kkkk


Mãe de dois…

Ontem tive minha primeira experiência como mãe de dois…

Ate então não havia ficado sozinha com os meninos e com a casa…minha mãe esta aqui desde o dia em que marquei a cesárea…so vai pra casa dela no fim de semana, mas ai não fico sozinha, porque o marcos esta em casa…

Na verdade me enrolei mais porque esqueci que estava sozinha e me dei ao luxo de levantar as 10hs…ai fui ajudar o Christian a fazer lição de casa, ler o livrinho da escola, lavar roupa do Danilo, fazer,almoço, dar almoço pro Chris, arrumar ele pra ir pra escola, tudo isso ate 12hr…mas eu VENCI!!!!

È mais do que obvio que não fiz mais nada em casa, nem a cama eu arrumei, mas louça ficou lavada e os meninos alimentados…depois fiquei pensando como sera minha vida daqui pra frente, se vou dar conta de tudo…na verdade não sei como dei conta de cuidar do Christian sozinha quando ele nasceu…claro que com 2 é muuuuito mais difícil…mesmo o Danilo não dando trabalho algum, ele me toma tempo nas mamadas, nas trocas de fralda e muitas vezes esses serviços não podem esperar mais 5 minutinhos…e só hoje me dei conta de como recém nascido toma tempo da gente…ele não chora, mas também quer um colinho as vezes, há uns 3 dias ele começou a ter cólicas, então varias vezes ao dia(e da noite também) eu tenho que esquenta-lo no meu corpo, sem contar a gripe que meu pequeno pegou…como disse o pediatra, uma gripe numa hora imprópria, pois tão bebezinho assim não podemos dar remédios, só fazer inalação somente com soro e colocar rinosoro no nariz….ou seja,mais uma coisa pra ele “resmungar”…

Confesso que estou amando ser mãe novamente, toda emoção de volta, todo amor se repetindo…mas cada dia que passa vejo que as coisas mudam e muito com dois filhos, tudo é mais complicado…mas vale a pena!!!!


Amor a vida!!!!

Desde pequena sempre falei que não tinha medo de morrer, e no fundo nunca tive mesmo…mas depois que você se torna mãe, as coisas mudam…ah como mudam…eis que ultimo fim de semana vi esse medo crescer, posso dizer que vi minha vida inteira passar pelos meus olhos em pouco tempo…eu achei que ia mesmo morrer…

Nunca tive problema de saúde nenhum, graças a Deus…a única coisa que sempre me incomodou foi uma maldita enxaqueca, que insiste em me seguir…eis que na madrugada de sábado para domingo a dita resolveu dar as caras…como Curitiba é um frio do cão, fiquei esperando o analgésico fazer efeito, para não ter que sair de casa as 2h da manhã com duas crianças, uma delas com 9 dias…mas a dor foi tomando conta de mim e depois de caminhar durante meia hora, vi que não ia agüentar…meu anjo da guarda assoprou no meu ouvido que poderia ser pressão alta(embora eu nunca tenha tido pressão alta, ao contrário, sempre foi baixa)…mandei o Marcos pegar o aparelho e medir a pressão, estava alta e decidimos que mesmo estando muuuito frio era hora de ir pro hospital…cheguei no hospital quase morta, minha pressão estava 24×16…a ponto de ter um derrame…o médico se assustou, mandou fazer uma tomografia e não deu nada…me entupiu de remédio e ela pouco abaixou…fiquei internada…sai do hospital quarta feira, depois de fazer uma ressonância, 2 exames de sangue, 3 de urina, um ecodoopler e ate agora não descobrimos o que esta fazendo minha pressão subir…estou a base de remédios, fiquei longe dos meus filhos durante 3 dias…passei madrugadas chorando o leite derramado (literalmente, pois o Danilo ficou tomando mamadeira e eu esgotando o peito)…

Graças a Deus estou em casa, bem, sem dor de cabeça, tomando remédio e mantendo a pressão mais ou menos estabilizada…chorei muuuuito ao ver meus filhos de volta…

Como nada na vida da gente é por acaso, tudo isso serviu para eu ver como minha vida é boa, que não tenho direito de reclamar de nada e que tenho muita coisa ainda pela frente…quero ver meus meninos crescerem, casarem,quero ver meus netos, quero namorar muito o Marcos, quero dar mais valor as coisas boas e não me preocupar com as ruins…nunca mais quero passar por isso novamente e tenho muito mais amor a vida depois de ver a morte tão de perto…

EU AMO MINHA VIDA, MINHA FAMILIA,MEUS PROBLEMAS E ACIMA DE TUDO,OBRIGADA DEUS, POR MAIS ESSE OPORTUNIDADE!!!!